Machine Learning: saiba tudo sobre esta tecnologia

Você sabe o que é machine learning? Entenda tudo sobre esta tecnologia

Um termo tecnológico cada vez mais mencionado por aí é o tal do “machine learning”, que, em português, significa “aprendizado de máquina”. É fácil deduzir que a tecnologia se trate de máquinas e sistemas capazes de adquirir novos conhecimentos por conta própria, mas muita gente ainda não sabe, exatamente o que é o machine learning, como ele surgiu, onde ele é aplicado e qual o seu potencial para o futuro da tecnologia, em geral.

Mas calma, a gente explica!

O começo de tudo

Tudo começou em 1959 com o pioneiro da inteligência artificial, Arthur Samuel, engenheiro do MIT. Foi ele quem criou o termo “machine learning” naquele mesmo ano, descrevendo o conceito como “um campo de estudo que dá aos computadores a habilidade de aprender sem terem sido programados para tal”. Na época, Samuel trabalhava em um projeto para criar uma máquina autônoma com estas características.

Mas foi somente com o advento da Internet que o machine learning começou a tomar forma, já que, com tanta informação coletada e armazenada na web, foi preciso criar meios de organizar esse conteúdo gigantesco de maneira automatizada – e um dos pilares do machine learning é justamente a análise de dados com a finalidade de detectar padrões.

Big Data tem papel importante

E o big data entra na história, já que, em sua essência, a tecnologia faz exatamente isso: armazena toneladas de dados obtidos por meio de redes sociais, mecanismos de buscas, e, até mesmo, por meio de microfones e câmeras de smartphones. Então, algoritmos cada vez mais inteligentes fazem uma verdadeira varredura dessa quantidade gigantesca de informações e, a partir do momento em que padrões são descobertos, os sistemas se tornam capazes de fazer previsões com base nesses padrões.

Veja mais em Big Data Analytics, você sabe o que é?

Um exemplo prático que já faz parte do cotidiano de muitas pessoas são as sugestões de produtos que aparecem em sites e redes sociais. Já reparou que, cada vez mais, produtos anunciados para você são exatamente aquilo que você queria, ou, ainda, itens que você nem sabia que existiam, mas que atendem a alguma necessidade específica? Pois isso é o machine learning entrando em ação, indicando produtos para seu consumo com base em seus hábitos e preferências online.

O machine learning também já funciona com eficiência em aplicativos que exibem rotas no trânsito, como o Google Maps, por exemplo, ou, ainda, em filtros anti-SPAM de e-mails e, até mesmo, em sistemas de segurança de bancos. E, como esta tecnologia ainda tem muito crescimento pela frente, a coisa só tende a crescer, sendo aplicada em uma quantidade cada vez maior de sistemas que fazem parte do nosso dia-a-dia.

Além do machine learning

Algo que já está acontecendo é a criação das chamadas redes neurais, desenvolvidas por cientistas computacionais que usam o machine learning para simular o funcionamento do cérebro humano artificialmente. E isso já cai para o campo da inteligência artificial, que provê a máquinas e sistemas a capacidade de realizar tarefas de maneira inteligente e autônoma, usando o machine learning para seu aprimoramento.

Fonte: CanalTech

Big Data Analytics: você sabe o que é?

Sabe aquele trabalho de pesquisa de mercado que você e sua equipe precisam fazer para lançar um produto ou serviço novo? Ou para prospectar clientes, fidelizar, identificar tendências, enfim, se manter vivo e competitivo? Esse trabalho envolve entender o cenário econômico, a concorrência, o perfil do consumidor – idade, localização, preferências, hábitos – entre outras características essenciais para que sua estratégia seja um sucesso. Isso significa coletar, filtrar, cruzar e analisar uma infinidade de dados. É aqui que entra o Big Data Analytics – o novo tesouro do mundo business! Se você não ouviu falar sobre o assunto, certamente ouvirá.

O termo Big Data Analytics está relacionado à análise inteligente de grandes volumes de dados, provenientes de diferentes fontes, sejam eles estruturados ou não estruturados. Hoje, softwares de altíssimo desempenho são capazes de coletar, armazenar, processar e interpretar dados com assertividade, tempo e custo reduzidos. Você quer respostas? O Big Data Analytics te dá! E quase que imediatamente, para decisões não mais baseadas em achismos. Com a análise de dados, você consegue identificar e descobrir padrões ocultos, correlações e outras percepções valiosas para o seu negócio. Segundo a Forbes, o mercado de análise de dados superará em breve $ 200 bilhões. Nessa onda, você não surfa sozinho!

E quando falamos em uma infinidade de dados, é uma infinidade mesmo. Só para você ter uma ideia, o volume mundial de dados, segundo o International Data Corporation, deve atingir a marca de 163 zettabytes até 2025, cinco vezes mais do que o volume atual. Tá, mas o que isso significa? Cada zettabyte representa um trilhão de gigabytes. Confuso ainda? Então aqui uma analogia mais prática para você entender o tamanho do problema. É como se você assistisse o catálogo inteirinho da Netflix 489 milhões de vezes. Agora imagine ter que navegar por esse oceano de dados e ter que extrair informações práticas para o seu negócio? No mínimo você gastaria muito tempo e dinheiro. E quando conseguisse algo realmente verdadeiro, talvez fosse tarde demais.

Big Data Analytics serve para minha empresa?

Não importa o tamanho da sua empresa, tipo ou mercado de atuação. Soluções de Big Data Analytics entregam informações importantes para o desempenho de qualquer empresa, extraindo e combinando resultados de diferentes fontes (ferramentas de BI, Log de servidores web, redes sociais, relatórios empresariais, indicadores macro, pesquisas de satisfação etc).

Veja como a arquitetura de microsserviços permite sua empresa aderir às novas tecnologias, integrar com sistemas terceiros e extrair dados de forma automatizada

Quer um exemplo? Com Big Data Analytics você e seu time conseguem identificar quais são os produtos mais procurados e desejados em um determinado local. Equipes de marketing são capazes de entender os resultados e impactos de ações e campanhas. Controlar com precisão os níveis do estoque, prever tendências sazonais de crescimento no consumo de alguns produtos, melhorar processos de logística. E por aí vai, são muitas as possibilidades.

Um conceito novo, só que não

Não é de hoje que as empresas procuram extrair informações a partir de dados. Só que esse processo ficou mais rápido, mais inteligente! E, sim, ganhou mais importância à medida que o digital evoluiu. Nos anos 50, antes mesmo que seus avós imaginassem o que seria Big Data, as análises se restringiam aos números, planilhados manualmente.

Hoje, além de não se prender somente a números, essas análises acontecem em velocidade extremamente superior e com muito mais eficiência, em tempo real. Não faz mais sentido desenterrar informações passadas para usar em decisões futuras. O que acontece aqui e agora sim, faz todo o sentido. A capacidade de agir mais rápido é o que diferencia sua empresa e te dá vantagem competitiva.

Agora que você já sabe o que é Big Data Analytics, fale com a NextTrends e veja como aplicar ao seu negócio.